Como forma de comemorar essa data e também de agradecer a todos que ajudaram a construir a exposição, disponibilizaram gratuitamente o Catálogo da Exposição que foi produzido (e impresso meses depois). Além desse material possuir acesso às imagens dos grupos de arte ativista já citados, possui também os seguintes textos:

'Interações entre arte e política pela estética relacional' do educador e artista Herbert Rolim; 'Os entulhos e as brechas do Estado' do diretor de memória da Associação Anistia 64/68, Mário Albuquerque; 'Rádio-arte, memória e a invenção da liberdade' do professor da Universidade do Estado do Amazonas e ativista do Cmi Guilherme Gitahy

Além de textos do Coletivo Político QUEM; da sobrinha de Frei Tito de Alencar, Lúcia Alencar; e também sobre o artista Carlos Latuff e o Grupo de Arte Callejero. O catálogo se encerra com uma listagem de vários sites de organizações de arte ativista, movimentos sociais e coletivos recomendados.

Boa leitura !